2008-08-07 • Nelson Évora recebeu Credencial de Porta-bandeira
Nelson Évora contou a sua emoção pela escolha: «Fiquei muito feliz porque me disseram que a escolha se devia, não só aos resultados desportivos, mas também pela minha pessoa. «Fiquei surpreendido porque havia tantos atletas que mereciam esta honra» «Nesta festa o que vai prevalecer é a alegria dos que têm a felicidade de participar. E mando a mensagem para o lado de lá [Portugal] desejando que sintam o mesmo e vejam os Jogos Olímpicos como algo que dá muito gozo». O Chefe de Missão, Manuel Boa de Jesus, justificou a escolha de Nelson Évora dizendo que a nomeação se ficou a dever aos resultados do atleta e às suas «qualidades humana» «Pela forma como se relaciona com os outros, pela afabilidade e por não se ter tornado numa estrela inacessível. «Por outro lado, também era tempo de homenagear o Atletismo [que ganhou nove das últimas 13 medalhas olímpicas], uma modalidade muito importante. Boas-vindas na Aldeia O encontro da Imprensa com Nelson Évora ocorreu na sala de reuniões da Missão, perante os jornalistas portugueses, numa conferência de imprensa que encerrou a jornada em que a bandeira portuguesa foi simbolicamente hasteada na Praça da Aldeia Olímpica, numa cerimónia protocolar a que assistiu o Ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira. Em conjunto com Argélia, Colômbia, Turquia e Laos, os portugueses celebraram a entrada na Aldeia, ouvindo o Mayor proferir o habitual discurso de boas-vindas. O Chefe de Missão, João Manuel da Boa de Jesus, ofereceu ao Mayor da Aldeia um Astrolábio dourado, réplica do instrumento de navegação utilizado pela marinha portuguesa. Estavam presentes o presidente do Comité Olímpico de Portugal, Vicente Moura, o membro português do COI, Fernando Lima Bello, a campeã olímpica Rosa Mota e, também da parte do Governo, o Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento, bem como o embaixador de Portugal na China. Na cerimónia actuou um coro de crianças de uma Escola Primária de Pequim onde se desenvolve há dois anos uma aula de aprendizagem da cultura portuguesa, num intercâmbio com escolas de Portugal. As crianças foram presenteadas com pins, bonés e cachecóis de Portugal e ofereceram em troca as suas pulseiras da amizade. Fonte: COP