2008-08-18 • Nelson Évora na final olímpica do Triplo Salto
Foi uma qualificação tranquila para o saltador português, onde mostrou segurança e determinação. Depois de um primeiro ensaio nulo, que por muito pouco seria válido, Nelson Évora realizou no segundo ensaio a qualificação directa, depois de ter saltado 17.34 metros. Esta marca foi a segunda melhor entre todos os qualificados, sendo apenas superada pelo britânico Phillips Idowu, que saltou 17.44 metros. No final Nelson Évora mostrou-se muito contente com esta qualificação, embora já vá alertando novamente que o vencedor saltará bem perto dos 18 metros. Contudo Évora fez hoje a melhor marca nacional do ano e diz mesmo: "Como estou? melhor do que nunca. Sinto-me muito bem mesmo, muito confiante". "Esta é a minha melhor marca do ano, mas foi um ano em que eu apostei mais nos treinos e a forma como me apresentei aqui e saltei hoje deixa-me muito confiante e feliz. Tranquilo para a final também", disse ainda o saltador português. Tecendo ainda considerações em relação à pista, Nelson Évora considerou a pista "rápida e boa, elástica", podendo estar em risco o recorde olímpico, fixado em 18.09 metros. Por fim, e quantos aos seus adversários da final: "Como puderam ver, estão todos bem, também passaram com facilidade e vão estar lá para fazer o seu melhor". A final de Triplo Salto disputa-se no próximo dia 21, às 13:20 (hora portuguesa), 20:20 (horário da prova em Pequim. Os atletas que estarão na final serão: Phillips Idowu (GBR) - 17.75 Arnie David Girat (CUB) - 17.50 Héctor Dairo Fuentes (CUB) - 17.43 Momchil Karailiev (BUL) - 17.38 Igor Spasovkhodskiy (RUS) - 17.36 Nelson Évora (POR) - 17.34 Yanxi Li (CHN) - 17.30 Leevan Sands (BAH) - 17.29 Jadel Gregório (BRA) - 17.28 Marian Oprea (ROM) - 17.28 Onochie Achike (GBR) - 17.20 Viktor Kuznyetsov (UKR) - 17.16