2008-08-21 • As primeiras declarações...
Ainda na pista, Nelson Évora já agradecia em alto e bom som, para as câmaras que fazem a cobertura dos Jogos Olímpicos de Pequim: "muito obrigado Portugal". Afinal um campeão também se faz destes momentos e mesmo a chorar, não quis deixar de executar o último salto, percebendo-se nesse salto, apesar de já nessa altura saber que seria campeão olímpico, que ama Portugal e os portugueses. Em declarações à RTP, Nelson Évora confessou que esta era um sonho que há muito perseguia. Apesar das condições da pista, Nelson Évora saltou 17.67 metros, uma marca muito próxima do recorde de Portugal, mas a suficiente para vencer a concorrência. À ageência Lusa o português declarou que "é bom poder dar esta alegria ao povo português e tirar esse drama que fizeram de toda a equipa, de estar a ser uma péssima prestação de todos e que vieram para aqui passear", colocando a água na fervura quanto aos outros elementos da comitiva. "Fiquei triste quando fizeram esse tipo de ataques à nossa equipa porque essas críticas muito duras de fora acabaram por abater a equipa. Nós unimo-nos e esta medalha é um pouco o reflexo do que aconteceu nestes Jogos Olímpicos", acabou por admitir. Quanto a objectivos futuros na carreira, mostrando que continuam a existir objectivos de carreira, Nelson Évora prosseguiu: "Ainda não posso acreditar que ganhei esta competição. Tudo foi tão rápido. Foi um sonho para mim, mas vou persistir nos meus esforços para alcançar melhores resultados no futuro. Acho que o conseguirei fazer". Acrescentou ainda: "O que me falta agora é ser agora campeão da Europa. Sou muito novo, tenho que começar a pensar em marcas, porque os títulos já foram atingidos. Mas quero continuar a conquistá-los". Muitas têm sido as declarações oficiais por parte de entidades importantes e que para Nelson Évora são mais um estímulo à continuação do estabelecimento de objectivos. Sem particularizar, aqui fica o agradecimento a todos os que têm apoiado, quer entidades oficiais, quer sponsors, quer fãs.