2008-11-21 • Melhor atleta português do ano
Nelson Évora foi ontem considerado o melhor atleta português do ano, entre todos os desportistas nacionais que têm obtido internacionalmente um sucesso prestigiante. Segundo o tema "Amor à camisola" a Confederação de Desporto de Portugal organizou a Gala do Desporto, local onde Nelson acabou por receber um grande aplauso em dois momentos distintos. O primeiro momento referiu-se ao reconhecimento por ter sido campeão olímpico e, quase ao fechar desta gala, o reconhecimento de melhor atleta masculino do ano. A CHEGADA AO CASINO ESTORIL: Nelson chegou por volta das 21:45, acompanhado por Vanessa Fernandes, aquela que acabou por ser considerada a melhor atleta do ano, no sector feminino. Sentou-se sossegadamente no seu lugar, tendo jantado descontraidamente, enquanto assistia ao decorrer da Gala. A simplicidade de Nelson Évora vê-se quando lhe é perguntado, em tom de brincadeira, o porquê de chegar ligeiramente atrasado a tão prestigiada gala: "Não cheguei atrasado. Mas também não podia vir mais cedo já que estava num seminário na minha faculdade..". HOMENAGEM AO TÍTULO OLÍMPICO: Como todos os campeões europeus e mundiais, Nelson Évora subiu ao palco para receber o prémio por ter conquistado o título olímpico na prova de Triplo Salto. A ovação que se ouviu no Casino Estoril foi enorme, talvez apenas menor que a ouvida por João Paulo Fernandes, que subiu logo a seguir ao palco, por ter sido campeão paralímpico de Boccia. O PRÉMIO "DESPORTISTA DO ANO": A noite acabaria em grande, com o anúncio do nome de Nelson Évora para melhor atleta português do ano, um reconhecimento que consegue pela segunda vez consecutiva, já que no ano passado, também no Casino Estoril, Nelson Évora conquistou este prémio. Na altura de agradecer, Nelson Évora teceu as seguintes palavras: "Quero agradecer ao público, colegas e treinador. Ainda não tive tempo para o felicitar nem ouvir o seu discurso. Eu acredito na frase e não é fazer publicidade, «o impossível é nada». Há anos pensava que se tal acontecesse tinha de fazer por isso e procurar o além.". Aproveitou ainda para fazer uma dedicatória especial à família Amaro, numa palavra sentida pela morte da sua filha. Mostrou que tal reconhecimento se deve à grande lição de vida que deram, sendo parte importante da carreira de Nelson Évora. PROF. JOÃO GANÇO TAMBÉM RECONHECIDO: Também o treinador de Nelson Évora foi agraciado com uma distinção, tendo obtido o prémio de treinador do ano, um reconhecimento justo por ter conduzido a carreira de Nelson Évora até ao título olímpico. Sabendo que a relação entre Nelson Évora e João Ganço é praticamente familiar, não foi de estranhar o forte abraço dado entre ambos em cima do palco. No seu discurso, João Ganço aproveitou para dedicar o prémio a todos os presentes e a todos aqueles que votaram em si. Em entrevista final, concluiu que "foi muito importante este troféu", tendo ficado muito agradado com o facto de também Nelson Évora ter obtido esta importante distinção, quando ele também a conseguiu. No final fomos entrevistar o Nelson, que concedeu uma pequena entrevista exclusiva para todos os seus fãs: ENTREVISTA: Qual a importância deste prémio para ti? Este acaba por ser o reconhecimento de um ano de trabalho. É muito gratificante receber este tipo de reconhecimento e quando tal não acontece, sentimos frustração. Devo agradecer a todos e ao público que votou em mim. Os teus fãs são parte importante da tua carreira e este prémio vai obviamente também para eles... Sem dúvida! A eles devo esta condecoração porque aposto que devem ter tentado votar mais do que uma vez (risos). Tenho um grande agradecimento a eles por isso... E quanto ao jantar de fãs, o que esperas? O jantar vai ser algo espetacular para estar junto com as pessoas que deixaram as mensagens. Pelo apoio todo acaba por ser uma forma de poder agradecer directamente por todo aquele apoio, antes e depois de ser campeão olímpico e pelas visitas no site, que acompanho diariamente. Apelo aos meus fãs a presença neste jantar... Posto tudo isto, parabéns Nelson! Reportagem no local por: Edgar Barreira e Joana Oliveira.