2008-12-31 • Homem do Ano pelo Jornal "A Bola"
De facto os feitos alcançados por Nelson Évora têm sido reconhecidos pelas mais diferentes entidades e o título olímpico foi um dos maiores marcos desportivos em Portugal, neste e nos anteriores anos. Foi aliás o Jornal "A Bola" uma das publicações que encheu toda a primeira página quando Nelson Évora foi campeão olímpico, um facto raro no meio de uma modalidade tão avassaladora como é o Futebol, em Portugal, tendo sido novamente capa com esta distinção por parte deste mesmo jornal. Sucedendo a nomes como José Mourinho, Nuno Gomes, Cristiano Ronaldo e Ricardo Quaresma, o atleta benfiquista recebeu este troféu, especialmente desenhado e construído para o efeito. No Hotel Altis, em Lisboa, Mário Arga e Lima, presidente do Conselho de Administração da Sociedade Vicra Desportiva entregou o referido troféu, com as presenças, ainda, de Laurentino Dias (Secretário de Estado do Desporto), Moniz Pereira (Vice-Presidente do Sporting) e Carlos Lopes (ex-campeão olímpico). Fernanda Ribeiro e Rosa Mota enviaram mensagens de congratulação a Nelson Évora, mostrando a admiração que têm pela sua carreira desportiva. Na altura de falar sobre o prémio que recebera, Nelson Évora dedicou-o ao Prof. João Ganço, e sua família, que estão obviamente na base de toda esta carreira que muito poderá dar ainda. «Estou, claro, muito grato, muito honrado, muito feliz. E mal olhei para a estatueta sabem o que logo me saltou à cabeça? Aqueles tempos em que eu, mais mocinho, andava sempre à procura do meu nome no jornal, quando ele lá aparecia, recortava-o, guardava a tirinha com tanta ternura, com tanta emoção. Como tudo mudou, entretanto. Em Osaka, depois de ter sido campeão do Mundo, tive a primeira grande surpresa. Nem queria acreditar. Os meus amigos, de cá, mandaram mensagens dizendo que a primeira página de A BOLA era quase toda minha. Nem queria acreditar, achei que em vez do meu ouro poderia ser mais importante o bigode do pai de um jogador de futebol qualquer. Aconteceu Pequim, a primeira página voltou a ser quase toda do meu ouro. Não é por ser eu a lá estar, mas isso demonstra da parte de A BOLA uma evolução ao nível da cultura desportiva, que é bom que continue - porque por muito que se diga que as pessoas só lêem futebol eu sinto cada vez mais que não é bem assim, também lêem outras coisas, têm sede de outro tipo de informação...» A situação a que se referia Nelson Évora foi mais tarde explicada pelo Prof. João Ganço: «Quando o Nélson bateu pela primeira vez o recorde nacional do triplo-salto, em Moscovo, o professor Moniz Pereira ligou-me a dizer: já viste o que aconteceu, a notícia do recorde está lá na quadragésima sétima página dos jornais, na primeira nem uma notinha, na primeira de um deles o que está é que o Caneira marcou um golo e o pai cortou o bigode...». É uma distinção perfeita para fechar o ano de 2008 onde os principais feitos de Nelson Évora foram o 3º lugar no Europeu de Pista Coberta, a vitória na Taça da Europa o ouro olímpico e as vitórias obtidas nos Meetings internacionais, que muito têm prestigiado a imagem de Nelson Évora. O ano de 2009 está a chegar e com ele algumas alegrias mais poderão ocorrer, até porque é ano de Europeu de Pista Coberta e de Mundial de Ar Livre... Um desejo de um óptimo ano novo para todos aqueles que acompanham a carreira de Nelson Évora. Citações e foto extraídas do jornal A BOLA.