2011-07-27 • Daegu, a cidade dos presidentes
2.5 milhões de habitantes, sete distritos (Jung-gu, Dong-gu,Seo-gu, Nam-gu, Buk-gu, Suseong-gu, Dalseo-gu e Dalseong-gu) e uma cidade completamente urbanizada e em crescimento, após um período de estagnação. Numa influência mista entre Japão e Coreia, o povo de Daegu tem longos anos de história. Existem dois governos locais em Daegu e é também em Daegu onde nasceram vários dos presidentes da Coreia do Sul. A cidade é localizada numa zona circundada por ligeiras elevações e é percorrida por um único rio, chamado Geumho. O clima da cidade é considerado subtropical e é humida como outros palcos onde já pisou Nelson Évora, nomeadamente Osaka (quando foi campeão mundial) e Pequim (quando foi campeão olímpico). Será muito normal se durante o Campeonato do Mundo deste ano, que começa no próximo dia 27 de Agosto, começar a chover. É que Agosto e Setembro são dos meses mais chuvosos em Daegu e também dos mais húmidos. Em cada um dos meses a média de dias de sol é de 160 horas, ao contrário por exemplo dos meses Março, Abril e Maio, onde a média ultrapassa largamente as 200 horas. Economicamente a cidade é próspera (a terceira maior da Coreia do Sul) e também bastante industrial, com os texteis, metais e maquinarias a serem os principais ramos explorados. A fruta, pelo clima local, é também uma das grandes fontes de rendimento desta cidade, onde se destacam as maçãs e os melões. O Mundial de Ar Livre realiza-se assim num palco que se assemelha a Osaka, quando o Mundial foi disputado no ano de 2007. É a quarta vez que este Mundial sai da Europa e a decisão foi tomada em Março de 2007, vencendo as cidades de Moscovo (Rússia) e Brisbane (Austrália). Este será o terceiro grande evento desportivo internacional recebido pela Coreia do Sul, após os Jogos Olímpicos de Seul (1988) e o Mundial de Futebol (2002), este realizado em conjunto com o Japão. Também em 2003 a cidade recebeu as Universíadas, o evento máximo do desporto universitário mundial. Este não será, por isso, um ambiente hostil para Nelson Évora, que até se tem dado bem com estes climas. Para Nelson falta agora mostrar um bom momento de forma que lhe permita a presença neste Mundial e terá de o fazer até ao próximo dia 14 de Agosto...